«Voltar

UNITA VAI INSERIR NO OGE 2020 PROPOSTAS DE COMBATE À SECA

O Presidente do Grupo Parlamentar da UNITA, Adalberto Costa Júnior, afirmou nesta terça-feira, em Luanda, prontidão dos deputados do seu partido para inserir e defender no Orçamento Geral do Estado de 2020 respostas "concretas" aos efeitos provocados pela seca na região Sul do país.

O parlamentar, que falava em conferência de imprensa para o balanço das VIII Jornadas Parlamentares da UNITA, realizadas entre os 09 e 14 de corrente nas províncias da Huíla e do Cunene, defendeu a mobilização de meios do Estado e de toda a sociedade para uma mega campanha de recolha de bens alimentares, no sentido de acudir o sofrimento das pessoas afectadas pela seca.

Segundo o político, as referidas Jornadas Parlamentares constataram que a região Sul do país possui um universo populacional acima de quatro (4) milhões de habitantes e recebe três (3) por cento do OGE, o que, em seu entender, torna incipientes os programas de desenvolvimento daquela parcela do território nacional.

“A fome e a seca no Sul de Angola são mais graves do que se pensa e as medidas até aqui tomadas, não respondem nem correspondem com a demanda”, enfatizou Adalberto Costa Júnior, para quem o Executivo deve declarar publicamente Estado de Emergência para as províncias de Benguela, Cunene, Cuando Cubango, Huíla, Moxico, Huambo e Namibe.

 

AUTARQUIAS EM TODO O PAÍS

Na vertente das autarquias, o líder parlamentar da UNITA referiu que as VIII Jornadas Parlamentares da UNITA recomendaram a institucionalização simultânea das mesmas em todos o municípios, com o objectivo de dotar as localidades do país de autonomia e assim puderam resolver os seus problemas sem a dependência da estrutura central do Executivo.

As Jornadas Parlamentares decorreram sob o lema “Por uma Cidadania Participativa e Governação Transparente para Desenvolver as Comunidades”. Além da abordagem de temas sobre a seca no Sul de Angola, autarquias locais, transparência e boa governação, os parlamentares do Galo Negro desdobraram-se em visitas de constatação a alguns dos projectos inseridos nos Programas de Investimento Público de certos municípios das províncias da Huíla e do Cunene.

O evento ficou igualmente marcado pela entrega de bens alimentares às populações atingidas pela seca, contactos com o eleitorado e com as autoridades governamentais e civis das províncias mencionadas.

 A UNITA ocupa 51 dos 220 lugares na Assembleia Nacional, sendo, por isso a maior força parlamentar na oposição em Angola.