«Voltar

TELECOMUNICAÇÕES TERÃO CUSTOS MAIS ACESSÍVEIS

O anúncio foi feito pelo Ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha, aquando da visita de constatação realizada pelos deputados a instituição que dirige.

De acordo com o governante, estão em carteira projectos referente à privatização da Angola Telecom, o surgimento da 4ª operadora de telefonia móvel no mercado nacional, a criação de banda larga e rede de fibra óptica para permitir maior fluidez dos serviços, assim como a criação de políticas para tornar o custo das telecomunicações menos onerosos.

“O nosso desafio é continuar a prestar serviços acessíveis. Há um conjunto de tarefas que iremos realizar, desde a construção de infraestruturas, a formação de quadros, tendo em vista a promoção cada vez mais um mercado alinhado ao desenvolvimento sustentável do sector das telecomunicações”, defendeu.

José Carvalho da Rocha avançou, por outro lado, que dentro de 36 meses o projecto Ango Sat 2 poderá estar em orbita, o que tornará os serviços de telecomunicações mais acessível.

Em representação do Presidente da 6ª Comissão de Trabalho Especializada da Assembleia Nacional, Deputado Manuel da Cruz Neto, a visita teve como objectivo aferir o grau de execução dos programas do Executivo afectos aquele Ministério.

“Esta é uma visita de constatação aos institutos, gabinetes e ao Centro de Formação, que fazem parte do Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, para nos inteirarmos dos programas e projectos em curso, assim como transmitir algum conforto aos responsáveis e quadros desta instituição”, esclareceu.

Os deputados visitaram igualmente a Empresa Nacional dos Correios de Angola (ENCTA), o Instituto Angolano das Comunicações (INACOM), o Gabinete de Gestão de Programa Espacial Nacional (GGPEN), o Instituto de Telecomunicações (ITEL), e o Centro de Formação Itel (CFTEL).