«Voltar

RUTH MENDES ASSUME VICE-PRESIDÊNCIA DA COMISSÃO DE COMÉRCIO DO FP-SADC

A Vice-presidência da Comissão de Comércio, Indústria, Finanças e Investimento do Fórum Parlamentar da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral(FP-SADC) foi entregue à Angola, depois de ontem, 7 de Julho, a deputada Ruth Mendes ter sido eleita, por unanimidade, para exercer o cargo.

Em entrevista exclusiva ao Gabinete de Comunicação e Imagem da Assembleia Nacional, Ruth Mendes referiu que a participação de Angola no Fórum Parlamentar da SADC tem sido marcada por trabalho “árduo”, de modo a garantir a representação do país de forma condigna.

Quanto aos objetivos da Comissão, a recém-eleita Vice-presidente esclareceu que, tal como o próprio nome indica, trata de questões relacionadas com comércio, indústria, finanças e investimento.

“Os nossos países têm ainda muitas dificuldades do ponto de vista económico e financeiro, pelo que alinhamos numa lógica de promoção do desenvolvimento, com base na dinamização do sector produtivo e da indústria transformadora, sem termos que esperar por produtos acabados que vêm dos países ocidentais, mais desenvolvidos que os da região da SADC”, fundamentou.

Ruth Mendes, a também Presidente da Comissão de Economia e Finanças da Assembleia Nacional (5ª CTE), recordou que 70 por cento do comércio em África é de carácter informal, por isso impõe-se a necessidade de alterar esse quadro.

A questão das dívidas externas contraídas pelos países da região da SADC também tem sido vista com muita preocupação, garante a deputada angolana, visto que “os rácios das dividas chegam a ser superiores a dos seus PIB’s”, sendo fundamental a identificação de mecanismos que permitam evitar elevados níveis de endividamento, que em nada abonam para o progresso socioeconómico desses estados-membros.

Um dos principais objetivos da Comissão de Comércio, Indústria, Finanças e Investimento do Fórum Parlamentar da SADC, segundo a sua Vice-Presidente, deputada Ruth Mendes, é o de criar leis-modelos para a adopção de um paradigma, adaptado a realidade dos países da região, de promoção da rota do desenvolvimento.

De recordar que o Presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, esteve durante dois anos, de 2016 a 2018, à frente do Fórum Parlamentar da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral, tendo despoletado várias acções no sentido de acelerar o processo de transformação do Fórum em Órgão Legislativo. Um desiderato há muito perseguido pelo órgão regional, deixando assim um legado que orgulha, não só Angola, como os restantes países-membros, de língua oficial portuguesa, como reconheceu Ruth Mendes.

O Fórum Parlamentar da SADC foi criado em 1997, como instituição autónoma desta organização, e é composto por 14 parlamentos da região, nomeadamente de Angola, África do Sul, Botswana, Ilhas Maurícias, Ilhas Seycheles, Lesotho, Madagáscar, Malawi, Moçambique, Namíbia, República Democrática Congo, Eswatini, Tanzânia, Zâmbia e Zimbabwe.