«Voltar

PRESIDENTE DO GANA MANIFESTA VONTADE DE COOPERAR COM ANGOLA

Um diálogo franco e aberto com Angola é o que pretende Nana Akufo-Addo, Presidente da República do Gana, que discursou na Assembleia Nacional, durante Reunião Solene realizada nesta sexta-feira por ocasião da sua visita de Estado ao nosso país.

Na sua intervenção, Nana Akufo-Addo recordou que estão todos “condenados” a trabalhar juntos. Referiu, no entanto, que o Gana tornou-se num país produtor e com alguma experiência, por isso convidou Angola a cooperar com o seu país no sentido de se evitarem “erros” e trocarem experiências que venham a ser vantajosas para os dois lados.

Como instrumento vital no processo de cooperação entre os diferentes países, o político ganense apontou a transposição das barreiras causadas pela língua, bem como o acesso às novas tecnologias, capazes de facilitar a comunicação entre os vários países e aproximar povos, sem haver necessariamente uma deslocação física.

Com estabilidade política há 26 anos, o Gana, depois da independência, transitou para um sistema político multipartidário, estando agora na 4ª República.

Nana Akufo-Addo disse que muitos não acreditavam que o seu país estivesse preparado para um verdadeiro exercício democrático. A realização de seis eleições presidenciais e legislativas espelha a maturidade política atingida pelo seu povo, que resulta num crescimento económico considerável.

 

INCENTIVO A DEMOCRACIA E AO INVESTIMENTO EM ÁFRICA

O Presidente do Gana, Nana Akufo-Addo, felicitou o parlamento angolano pela representação das forças políticas, com destaque para o maior partido na oposição.

Nana Akufo-Addo encorajou os parlamentares angolanos pelo trabalho que têm desenvolvido e destacou a importância dos parlamentos no processo de democratização no continente.

O Gana, assim como outros países do mundo, tem estado a acompanhar as reformas realizadas pelo Presidente da República de Angola, João Lourenço.

Nana Akufo-Addo agradeceu o apoio de Angola para a sua premiação no Fórum Continental da Zona Africana de Comércio Livre o que eleva a esperança para a criação de instrumentos que permitam que os países africanos possam fazer trocas comerciais entre si.

O Chefe de Estado ganense estendeu o convite aos jovens e empresários angolanos que procuram trocas comerciais em países europeus a redirecionarem os seus negócios para países do nosso continente.

Ao finalizar a sua intervenção, Nana Akufo-Addo disse que África não pode continuar a ter muita riqueza e os seus povos viverem abaixo da linha da pobreza.

“África merece o melhor, nós temos economia para desenvolver os nossos povos e chegar ao sonho do Pan-africanismo de um continente desenvolvido”, concluiu.