«Voltar

PARLAMENTO IMPRESSIONA DELEGAÇÃO DIPLOMÁTICA COREANA

A Assembleia Nacional recebeu nesta quinta-feira, dia 19, a delegação da Diplomacia Participativa Coreia-África 2019, para uma visita guiada às suas instalações.

A delegação sul coreana, chefiada pela Vice-Presidente da Fundação Korea-África (KAF), Giyoung Kim, foi integrada por 21 pessoas entre elas, jovens professores, pesquisadores e estudantes que se deslocaram a Angola no âmbito de um programa de intercâmbio e cooperação com os países do continente africano.

No final da visita, a sul coreana Giyoung Kim disse à imprensa que visitas do género permitem que os jovens do seu país conheçam mais sobre a política de Angola, bem como um maior estreitamento nas relações bilaterais entre os dois países.

“O intercâmbio entre os jovens dos dois países é muito importante, uma vez que o continente africano tem uma população jovem de mais de 70 por cento e eu farei de tudo para fortalecer as relações entre os jovens de Angola e da Coreia do Sul”, afirmou Giyoung Kim.

Para a visitante, uma das questões que mais a impressionou nesta visita foi o sistema de digitalização instalado na Sala de Plenário, questão esta que ela disse ter interesse em levar para o Parlamento da União Africana.

Por sua vez, o Deputado Celso Capiñala, que acompanhou a delegação em gesto de cortesia, disse ser importante que os sul coreanos levem boas referências de Angola, pois que estas irão permitir o alavancar da cooperação existente entre as Repúblicas de Angola e da Coreia do Sul.

O Deputado relembrou que no último trimestre deste ano, uma delegação sul coreana de deputados que estiveram em trabalho no Parlamento Angolano.

A comitiva encontra-se em Angola desde quarta-feira, dia 18, com o objectivo de participar no Fórum Pan-Africano para Cultura de Paz, Bienal de Luanda.

Esta é a segunda delegação diplomática que a Assembleia Nacional recebe ao longo deste ano. A primeira ocorreu no 1º trimestre do ano, com a visita de uma delegação da República da China.

A Casa das Leis recebe várias visitas desde 2015, de diversos grupos sociais. Já visitaram o Parlamento alunos de diversos níveis de ensino, desde o ensino primário ao universitário, funcionários de instituições públicas e privadas, os magistrados africanos da SADC, bem como turistas, de nacionalidades portuguesa, americana, inglesa, entre outros.