«Voltar

PARLAMENTARES AFRICANOS UNIDOS NA DIVERSIDADE

As intervenções dos parlamentares africanos, durante a Conferência Rússia-Africa, marcaram o início dos trabalhos nesta quarta-feira, dia 03, o último dia do conclave.

Ao falar para uma plateia atenta de parlamentares e especialistas, Fernando da Piedade Dias dos Santos, Presidente da Assembleia Nacional, afirmou que a Rússia é um jogador importante na arena internacional.

“A nossa presença nesta conferência confirma os fortes laços de amizade e solidariedade que nos unem”,afirmou.

“A Rússia desempenha um papel fundamental na transformação do sistema de relações para uma maior democratização”,acrescentou o líder parlamentar angolano.

Para o legislador angolano a luta contra o terrorismo, o tráfico de drogas, a crimes-cibernéticos e as alterações climáticas são os desafios que todos os países enfrentam agora. Factores estes que segundo Fernando da Piedade Dias dos Santos “obrigam os legisladores a encontrar novas soluções”.

De acordo dados avançados pela organização, o continente berço esteve representado por 300 parlamentares e 50 especialistas.

Segundo divulgou o Presidente da Duma de Estado (Parlamento russo), Viacheslav Volodin, “este ano o número de participantes aumentou consideravelmente”.

A Declaração do Fórum foi adotada no segundo dia actividades e nela os “homens das leis” declararam a inaceitabilidade das sanções e apoiaram o diálogo e a cooperação iguais.

O Presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, aquando da sua entrevista exclusiva ao canal da DUMA estatal, teve a oportunidade de analisar de, entre outros assuntos, o relançamento da cooperação entre a Federação Russa e Angola.

Neste particular, o político explicou que aproveitou o Fórum para realizar contactos com membros de outras delegações africanas com realce para Cabo-Verde, Zimbabwe, Zâmbia e alguns países europeus.

 

VLADIMIR PUTIN DISCURSA PARA PARLAMENTARES AFRICANOS  

Dirigindo-se aos participantes do Fórum, o Presidente da Federação Russa, Vladimir Putin, enfatizou que “o mundo moderno precisa de uma troca de opiniões aberta, livre e de entendimento mútuo”.

Putin é de opinião que “um diálogo substantivo e confiante, o intercâmbio de práticas legislativas, a discussão de questões de melhoria e o desenvolvimento do sistema de direito internacional só podem acontecer num ambiente interparlamentar forte e saudável”, tal como aconteceu o evento organizado pelo seu país.

O Presidente Russo constatou que os temas delineados na agenda do Fórum, bem como na recente cúpula do G20 em Osaka e expressos durante as discussões no Fórum Econômico de São Petersburgo,“encaixam-se e complementam-se em muitos aspectos”.

“Essa interação à base do respeito e proveitosa contribui significativamente para o fortalecimento da verdadeira parceria entre os países e nações ”, concluiu.