«Voltar

ONU RECONHECE AVANÇOS EM ANGOLA

"Angola está a dar passos significativos para melhorar a educação, o fornecimento de água, a boa governação, reduzir a pobreza e consolidar a emancipação da mulher", disse o Coordenador Residente do Sistema das Nações Unidas (ONU) em Angola, Paolo Balladelli, esta segunda-feira, num encontro com a Presidente da 3ª Comissão de Trabalho Especializada da Assembleia Nacional, Deputada Josefina Pitra Diakité.

Apesar dos avanços serem notáveis, Paolo Balladelli adiantou que muito ainda deve ser feito para o alcance dos 17 Objectivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) definido pelas Nações Unidas com foco no combate à pobreza.

Balladelli deslocou-se à Assembleia Nacional precisamente para acertar a agenda a ser discutida com os deputados em Junho próximo, por ocasião do Dia dos Parlamentares, e encontrar-se formas de criar políticas de aceleração dos resultados dos ODS.

Segundo a ONU, a organização pretende conceber mais empoderamento sobre os ODS, relacioná-los com a agenda África-2063 e aumentar a capacidade de Angola a nível internacional, permitindo deste modo que o país possa exercer a sua capacidade de liderança e maior integração comercial e social na região africana.

Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável são uma agenda mundial adoptada durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, em Setembro de 2015, composta por 17 objectivos e 169 metas a serem atingidos até 2030.

 

CUMPRIMENTOS DE CORTESIA

No mesmo dia, a Presidente da Comissão de Relações Exteriores, Cooperação Internacional e Comunidades Angolanas no Estrangeiro recebeu também em audiência, o Embaixador da República da Palestina em Angola, Najah Addularahman, num encontro de cortesia que visou essencialmente reforçar os laços de cooperação e amizade entre os dois povos.

A Palestina abriu a sua primeira representação em Luanda poucos anos depois da independência de Angola, através da Organização de Libertação da Palestina.