«Voltar

EXECUTIVO REFORÇA INVESTIMENTO DE COMBATE À MALÁRIA

O anúncio foi feito ontem pela Ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, no âmbito da apreciação, na especialidade, da proposta de Lei que aprova o Orçamento Geral do Estado para 2022, no encontro de auscultação com os deputados à Assembleia Nacional.

Para Sílvia Lutucuta, o orçamento alocado ao Ministério da Saúde vai servir para garantir a protecção do bem mais essencial, que é a vida, garantindo o reforço da assistência médica e medicamentosa aos cidadãos.   

"Reconhecemos que a Malária continua a ser um problema. Temos feito investimentos importantes para o combate à esta doença, por isso, estamos a reavaliar o nosso orçamento para fazermos um reforço em relação a Malária, por ser uma das endemias com a mais elevada taxa de mortalidade”, salientou.

De acordo com a ministra, está em curso um programa de investimentos em infraestrutura de saúde e formação do pessoal médico nas mais diversas áreas.

 

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Por seu torno, o secretário de Estado para os Antigos Combatentes, Domingos André Tchikama, informou que OGE para o próximo ano no sector da defesa vai priorizar a assistência social aos antigos combatentes e veteranos da pátria, além de assegurar as despesas com o pessoal efectivo das FAA.

"A responsabilidade para com a antigos combatentes é uma tarefa transversal e interministerial, que merecem atenção de toda  sociedade porque além de serem antigos combatentes são cidadãos angolanos", apelou Domingos André Tchikama.

Já a ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Faustina Alves, fez saber que as prioridades do seu sector no próximo OGE passam pela continuidade dos projectos de assistência social às populações mais carenciadas, sobretudo as comunidades rurais nas províncias do Bié, Uíge, Moxico e Huambo.