«Voltar

DESMATERIALIZAÇÃO É PRIORIDADE DOS PARLAMENTOS DA CPLP

Angola acolhe pela terceira vez o Encontro de Quadros de Informática dos Parlamentos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). A XIV edição deste evento decorre no Palácio da Assembleia Nacional até a próxima quarta-feira, dia 16, sob o lema, "A desmaterialização de Processos nos Parlamentos de Língua Portuguesa".

Na sessão de abertura, Pedro Agostinho de Neri, Presidente da Associação dos Secretários-gerais dos Parlamentos de Língua Portuguesa e Secretário-geral da Assembleia Nacional reforçou a importância da desmaterialização para a modernização dos serviços.

“Nós estamos a desmaterializar processos e procedimentos, com o intuito de buscarmos eficiência, eficácia e simultaneamente redução de custos”, sustentou. Para o gestor, este processo vai ainda permitir a criação de condições para a fluidez da comunicação.

“A comunicação é dos instrumentos mais importantes que podemos ter no exercício da nossa actividade”, realçou o Secretário-geral do Parlamento angolano, que lançou um desafio aos participantes do encontro, o de traçarem uma estratégia comum, do ponto de vista técnico e tecnológico, tendo em conta a realidade de cada um dos países da lusofonia, a serem implementadas a nível da administração parlamentar.

Pedro Agostinho de Neri reconheceu, no entanto, que os países que compõem a CPLP apresentam diferentes estados de consolidação das tecnologias de informação e comunicação (TIC’s). Embora defenda que a desmaterialização de processos nos Parlamentos de Língua Portuguesa é uma preocupação de todos, independentemente do seu estágio de evolução.   

Angola já iniciou o processo, tendo por isso reduzido o uso de papel entre 70 a 80 por cento do consumo anterior a desmaterialização, mesmo face a resistência por muitos ainda apresentada, por força de “velhos hábitos”.

A Sala do Plenário da Assembleia Nacional, fez saber o Secretário-geral, está completamente desmaterializada e apetrechada com as mais modernas ferramentas de trabalho. Para assegurar o bom funcionamento desses equipamentos, a Associação dos Secretários-gerais da CPLP têm feito um esforço no sentido de promover acções de formação contínuas e permanentes para elevar o nível de conhecimento dos funcionários parlamentares, de modo a melhor servirem os deputados, que por sua vez, estão a ser municiados de ferramentas que os permitem comunicar com a rapidez e fluência desejada com o seu eleitorado.  

O XIV Encontro de Quadros de Informática dos Parlamentos da CPLP conta com a participação dos delegados dos parlamentos do Brasil, Cabo Verde, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste, que hoje apresentaram cumprimentos de cortesia ao Secretário-geral da Assembleia Nacional, Pedro Agostinho de Neri, antes da sessão de abertura. O evento registou as ausências justificadas da Guiné Bissau, Guiné Equatorial e Moçambique.

O convite foi estendido aos vários órgãos da administração do Estado para que em conjunto analisem as premissas técnicas e tecnológicas, possíveis, a serem implementadas a nível da administração parlamentar dos Países de Língua Portuguesa.