«Voltar

DESAFIOS DA COMUNICAÇÃO NO CONTEXTO PARLAMENTAR

Este é o mote sob o qual decorre desde ontem no Palácio da Assembleia Nacional o Seminário sobre Comunicação Institucional no Contexto Parlamentar, no âmbito do programa de cooperação entre as administrações parlamentares de Angola e de Portugal, rubricado a 10 de Março de 2017.

Pedro Agostinho de Neri, Secretário-geral da Assembleia Nacional, destacou a importância da comunicação para a casa da democracia, onde é constante a busca por consensos sobre temas de interesse nacional, aquando da sua intervenção no acto de abertura da referida acção de formação.

“Comunicar é uma actividade tão nobre quanto difícil, pois a notícia, na perspectiva de quem a produz, requer a isenção de quaisquer paixões”, sustenta Pedro Agostinho de Neri, que pede maior rigor no trabalho jornalístico.

O também Presidente da Associação dos Secretários-gerais dos Parlamentos da CPLP reiterou a ideia de que “estamos numa instituição onde fazer comunicação exige uma responsabilidade acrescida”, por ser o palco do diálogo de diferentes segmentos políticos. Alertou, no entanto, para o destinatário da notícia e sobre o seu impacto na sociedade, não obstante a ferramenta utilizada para o efeito.

A acção de formação, inicialmente projectada para os funcionários parlamentares, foi estendida para os funcionários dos gabinetes de comunicação institucional dos órgãos de soberania, do Comando da Unidade de Proteção Parlamentar e aos profissionais dos órgãos públicos e privados de Comunicação Social, com o intuito de ajudá-los a perceber melhor o dia-a-dia e o funcionamento da Assembleia Nacional.

Pedro Agostinho de Neri considerou os jornalistas parceiros do Parlamento, pelo que “fazem igualmente parte da comunidade parlamentar”, sendo também responsáveis por daquilo que é publicado sobre a Casa das Leis.

“Temos que falar a mesma linguagem, comungar objectivos, mas sem pressões e sem limitar a linha editorial dos órgãos de informação”. Para uma comunicação assertiva, isenta e plural, Pedro Agostinho de Neri defende a necessidade uma explicação pedagógica, que permita “desvendar” os labirintos da “Casa”.

Os preletores, Nuno Tavares e Teresa Fonseca, técnicos do Gabinete de Comunicação e Imagem da Assembleia da República Portuguesa, têm estado a abordar diversos temas, com particular incidência sobre a “Promoção da Imagem do Parlamento: Dificuldades e Desafios”, Parlamento Digital e Canal Parlamento da Assembleia da República Portuguesa.

O seminário, que termina amanhã, dia 19, visa analisar a comunicação institucional no contexto parlamentar, as mudanças sociais e tecnológicas que afectam o cenário da comunicação no Parlamento, desenvolver políticas estratégicas de comunicação, bem como avaliar gestão da comunicação em situação de crise.