«Voltar

ANGOLA VAI ADERIR AO ACORDO DE PARIS SOBRE ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

Os deputados à Assembleia Nacional aprovaram, na Especialidade, por unanimidade, com 28 votos a favor, o Relatório Parecer Conjunto e o Projecto de Resolução que aprova a Adesão de Angola ao Acordo de Paris sobre as Alterações Climáticas.

A República de Angola faz parte da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas desde 17 de Maio de 2000, acto consumado durante a 21ª Conferência das Partes, o Acordo de Paris.

O Acordo marca uma viragem histórica na resposta do mundo às alterações climáticas, no objectivo de procurar manter o aumento da temperatura global abaixo de dois graus celsius e prosseguir os esforços para limitá-la a 1,5 graus.

A adesão a este Acordo facilitará o acesso de Angola, ao financiamento climático para projectos que visem implementar medidas de adaptação e mitigação às alterações do clima, bem como garantir indeminizações aos países mais vulneráveis, quando os mecanismos de adaptação já não conseguirem evitar que os desastres aconteçam.

A preocupação com as questões referentes às mudanças climáticas e suas consequências são discutidas em todo o mundo, por meio de diversas conferências ambientais. Essas conferências reúnem representantes de várias nações para avaliar as pesquisas, estudos e dados obtidos a cerca do clima e suas alterações e também buscam apresentar possíveis ações que possam amenizar os problemas causados pelas mudanças climáticas.

Em 2019, o Governo angolano anunciou a pretensão de ratificar o Acordo de Paris 2015 sobre o clima, no âmbito da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas, tendo apontado a indústria petrolífera como a mais poluente.