«Voltar

5ª COMISSÃO AVALIA PROJECTOS DE EXECUÇÃO NO BENGO

Depois de Luanda, os cinco deputados que compõem a delegação da Assembleia Nacional rumaram até à vizinha província do Bengo (terra do Jacaré Bangão). Em cumprimento com o programa de actividades, os parlamentares tiveram, no período da manhã, um encontro de cortesia com a governadora Mara Quiosa, a primeira mulher no cargo, na sede do Governo.

Em Caxito, capital da província, o trabalho de campo começou no município de Bula-Atumba, com uma breve paragem para avaliar o actual estado das obras de terraplanagem do troço Bula-Atumba - Quiage.

Iniciada em 2018, a obra deixou de ser reabilitada em 2014, por falta de verbas. A abertura desse troço, em 2019, veio dar resposta ao clamor dos habitantes de Caculo Cahenda que tinham enormes dificuldades para se deslocar à sede do município devido ao mau estado da via.

Percorridos 6 quilómetros até à comuna de Kiaxi, os deputados conheceram uma pequena comunidade que lá reside.

Com a reabilitação desta infraestrutura, as distâncias foram encurtadas permitindo às duas regiões a facilitação das trocas comerciais.

O projecto das 7 salas também foi implementado no Quiage. Os legisladores visitaram, no âmbito desta iniciativa, as obras de construção da Escola do 1º Ciclo, erguida em 2018 e com previsão de abertura ainda no decorrer deste mês de Março. Com a criação deste estabelecimento de ensino, avaliado em 220 milhões de Kwanzas, já não haverá alunos fora do sistema.

Já no início da noite a delegação partiu até ao município dos Dembos, localizado a cerca de 180 quilómetros a Norte da cidade de Caxito. Na administração do Palácio dos Dembos, os deputados foram recebidos pelo administrador local que num pequeno encontro falou um pouco da realidade do município. De acordo com Mateus Domingos Diogo Manuel, este ano, nas duas escolas existentes na zona, “foram matriculados mais de 10 alunos dos quais 8373 no ensino primário e 1861 no primeiro ciclo”, sendo que aindaem Março será inaugurada um escola com 5 salas de aula no âmbito do combate à pobreza.

A novidade avançada pelo dirigente diz respeito à emissão dos bilhetes de entidade que ainda este ano poderão ser tratados no município do Quibaxe.

Na mesma noite, os legisladores ainda visitaram a Escola do Ensino Primário nº 422- Mbombo Cassule- Gombe Piri (2019) bem como a Escola do Ensino Primário 424- Quêsso (2019).

No segundo e último dia de visitas foi no município de Nambuangongo aonde os deputados inteiraram-se sobre o sistema de água de Muxaluando, projecto que beneficia mais de 5 mil habitantes.

A empreitada, que iniciou em Junho de 2017, está orçada em mais de quatro milhões de dólares norte-americanos (financiamento da linha de crédito da China), e apresenta uma execução global na ordem de 82%.

Concebida para fazer 62 ligações domiciliárias e seis chafarizes, o reforço vai permitir fazer mais 30 ligações e construir quatro novos chafarizes.

Durante o trajecto os deputados verificaram que as obras do troço que liga Nambuangongo – Muxaluando estão paralisadas por falta de recursos financeiros.

 

BACIA DE RETENÇÃO DE ÁGUA NO DANDE

A cidade de Caxito sempre esteve na iminência de inundação, devido ao declive da cidade em relação às margens do rio Dande. Os representantes do povo foram até ao município do Dande ver de perto a bacia de retenção que está a ser construída numa área de seis hectares, com uma profundidade de cinco metros.

Após a conclusão da obra, o projecto vai fornecer à cidade de Caxito um sistema de drenagem residual, arruamentos, passeios, iluminação pública e uma estação de bombagem de água na bacia de retenção. Esta infra-estrutura, construída no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), tem o valor contratual de 69 milhões, 172 mil e 173 dólares e encontra-se com uma execução física de 26% e financeira de 19%.